ūü§Ė Intelig√™ncia artificial

Gosto muito dessa frase: "A estupidez real sempre vence a inteligência artificial." (Terry Pratchett)

Ol√°,

Primeiramente quero agradecer a cada uma das pessoas que enviou sua resposta no e-mail da semana passada.

Vou continuar buscando essa interação, então sinta-se sempre à vontade de responder aos meus e-mails. Eu lerei tudo, mesmo que não responda.

Como foram muitas respostas, usei o ChatGPT para apontar as tendências e entender o interesse de cada um de vocês.

Pegando esse gancho, acho importante falarmos sobre inteligência artificial. Principalmente, separando o hype do que funciona.

Esse é um tema que gosto bastante, mas as redes sociais não são nem de longe o melhor lugar de se aprofundar.

Um grande erro que eu vejo entre as pessoas é usar muitas e muitas ferramentas. O importante, em tudo, é dominar os princípios e não o botão.

Fazendo um paralelo, em marketing ou mesmo em uma disciplina do marketing como o SEO, vejo pessoas querendo saber ‚Äútudo que est√° funcionando hoje‚ÄĚ.

Mas n√£o √© assim que se alcan√ßa resultado. Quem vive de ‚Äúcoisas que funcionam hoje‚ÄĚ, vai estar sempre correndo atr√°s do pr√≥prio rabo.

Dito isso, meu stack de ferramentas de Inteligência Artificial é muito básico:

  • ChatGPT (o pago, que vale muito a pena)

  • Notion AI

  • Sempre tem uma nova que estou testando

Uma das que estou testando recentemente é o Canva. Ele tem uma ferramenta que expande as imagens e que me impressionou bastante (no dia de hoje mesmo fiz vários testes):

No caso do Notion, n√£o vou me aprofundar muito ‚ÄĒ porque acabaria entrando em aspectos de quem produz conte√ļdo.

Mas ele √© para mim a melhor ferramenta para produ√ß√£o de artigos e posts para blog. Fiz o conte√ļdo abaixo que est√° na primeira posi√ß√£o do Google para [primeiro lugar no google] em quest√£o de minutos, pelo que me lembro.

Mas atenção: eu não gerei o artigo com ele. Crio a estrutura em um bloco de texto, depois começo a escrever e uso prompts com comandos do que espero que ele escreva em cada parágrafo.

Na pr√°tica, √© como se eu ditasse para ele. Em termos de conte√ļdo, essa para mim √© a melhor pr√°tica de produ√ß√£o de conte√ļdo via IA.

Vou dar um exemplo mais pr√°tico, que usei o prompt a seguir:

Escreva um parágrafo falando que um grande erro é as pessoas que a inteligência artificial já substitui o trabalho humano, usam prompts milagrosos que faria tudo, quando na verdade é apenas um acelerador de produtividade e quem conseguir usar isso se beneficiará.

Um grande erro que muitas pessoas cometem é acreditar que a inteligência artificial substitui totalmente o trabalho humano. Elas buscam por prompts milagrosos que prometem fazer tudo sozinhas, quando na verdade a IA é apenas um acelerador de produtividade. Aqueles que compreendem isso e conseguem utilizar a inteligência artificial de forma adequada são os que mais se beneficiam dessa tecnologia.

Sempre √© preciso revisar o trabalho da IA, mas a t√≠tulo did√°tico n√£o revisei acima. Pode parecer pouco, mas economiza em cerca de 80% o tempo de escrita porque eu s√≥ escrevo o que eu quero dizer e ele faz o que chamo ‚Äúda parte burocr√°tica da escrita.‚ÄĚ

Dito isso, não é diferente para qualquer outra atividade.

O que falei acima você pode usar no ChatGPT para respostas de e-mails, documentos internos da empresa, etc.

Vou listar algumas coisas para as quais uso o ChatGPT:

  • Gerar ideias de conte√ļdo

  • Descrever t√≥picos de conte√ļdo (acelero muito a produ√ß√£o de conte√ļdo no LinkedIn assim)

  • Perguntar coisas simples

  • Alterar formata√ß√£o de texto

  • Corrigir meu ingl√™s

  • Escrever descri√ß√£o de v√≠deo para o YouTube

  • Encontrar padr√Ķes em um material pequeno

  • Descrever vagas de emprego

  • Criar ilustra√ß√Ķes (para isso o Adobe Firefly √© melhor)

  • Aumentar resolu√ß√£o de imagem (tente o Upscale.Media)

  • Analisar planilhas

  • Etc.

Você leu certo: comecei agora a usar o ChatGPT para analisar planilhas. Na versão paga tem essa função:

Uma primeira coisa que fiz foi analisar aquele form do Google pelo qual você se inscreveu. Subi a planilha lá e usei o seguinte prompt:

O resultado √© preciso: ‚ÄúAproximadamente 36,16% das pessoas est√£o em empresas com mais de 100 funcion√°rios, com base nos dados fornecidos.‚Äč‚ÄĚ

N√£o testei ainda com planilhas mais complexas, mas imagino que ainda n√£o funcione t√£o bem.

Mas quero falar o que não funciona e que eu adoraria que funcionasse: criar código de programação.

Dias atr√°s perdi um tempo enorme tentando criar uma ferramenta, mas n√£o deu certo. Por qu√™? Porque acredito que ele n√£o memoriza muitas informa√ß√Ķes e come√ßa a gerar muitos bugs.

Por outro lado, consegui em quest√£o de minutos montar um ‚Äúclone do Google‚ÄĚ, isto √©, um pequeno script que acessa sites, salva seu conte√ļdo em um index e permite uma pesquisa.

Ele se chama Voogle, pois é o vulgo Google. Risos. Repare que ele tem um bug e gera um alerta quase infinito de sucesso.

Naturalmente, ele é absolutamente nada mais que um protótipo (mas aqui fica uma ideia de como você pode usar o ChatGPT.)

Mas é muito interessante pensar que daqui a uns 3 anos será possível fazer sistemas de modo simples e que possam ir a produção.

A inteligência artificial é a maior revolução já vista desde o advento da internet comercial, nos anos 90.

Para mim é o meu acelerador de produtividade: e para você? Como você usa? O que achou das dicas que eu passei?

Detalhe: j√° uso o ChatGPT mais que uso o Google.

Me responda como você usa a inteligência artificial e me dê suas dicas!

(Ah, e resolvi tirar os links para deixar o texto mais fluído já que não quero que isso seja um apanhado de notícias: o que achou dessa mudança?)

Me responda tudo e lembre-se: você faz parte de um experimento e está construindo essa newsletter comigo.

Um abraço,

Diego Ivo
Fundador e CEO da Conversion
LinkedIn: /diegoivo
Instagram: @diegoivo

PS: para escrever esta newsletter n√£o usei IA, mas na medida em que domine o formato irei usar. Mas isso ainda tem tempo.

Join the conversation

or to participate.